A procura de emprego em tempos de pandemia tem feito recrutadores buscarem novas habilidades nos candidatos

A pandemia do novo coronavírus não mudou apenas a rotina das pessoas, mas a maneira de agir em muitas situações, como a forma de procurar emprego. Como todos precisamos evitar o contato social, o candidato deve evitar bater à porta de empresas para levar currículos.

Com isso, cresce a busca online de vagas, sendo necessário acesso à internet e domínio básico de ferramentas de recrutamento, seleção e divulgação de ofertas de trabalho, como LinkedIn ou até mesmo a rede social Facebook ou grupos de WhatsApp.

A forma de selecionar funcionários também mudou com a pandemia, pois são valorizados pelas empresas características específicas para este momento que estamos vivendo. Segundo pesquisa da companhia de recrutamento Robert Half, adaptabilidade é a competência mais valorizada hoje, seguida por resiliência e flexibilidade. São características que antes da pandemia não eram consideradas tão relevantes.

Adaptabilidade é a capacidade do indivíduo de mostrar-se adaptável, de acordo com as necessidades, situações e circunstâncias. Resiliência é a capacidade de se adaptar facilmente e a lidar com situações adversas, superar pressões, obstáculos e problemas, e reagir positivamente a eles sem entrar em conflito psicológico ou emocional. Flexibilidade é a característica de quem se comporta com amplitude, agilidade e de forma maleável diante de novas informações ou exigências.

Criatividade e capacidade para tomar decisão são outras características que os recrutadores têm levado muito em conta atualmente neste momento de pandemia do novo coronavírus.

As redes sociais voltadas para relacionamento profissional, como LinkedIn e grupos especializados em divulgação de vagas por meio do Facebook e WhatsApp têm ganhado força em tempos de pandemia. As entrevistas com os candidatos se tornaram virtuais, fazendo com que os recrutadores se adaptem ao uso dessas ferramentas e busquem candidatos com o mínimo de conhecimento tecnológico. Por isso, é importante que o candidato aprenda a usar os recursos e não deixe passar a oportunidade da vaga.

Ao mesmo tempo em que cresce a busca online por vagas de emprego em sites de recrutamento e pela rede profissional LinkedIn, grupos de WhatsApp e Facebook têm surgido como caminhos alternativos, ambientes que possibilitam distribuir currículos, anunciar serviços e receber ofertas de emprego dos mais variados setores.

A pandemia levou muitas pessoas a se reinventarem no ambiente corporativo. Se você procura o primeiro emprego ou está em busca de novas oportunidades de trabalho diante deste cenário, invista em aperfeiçoar essas habilidades mais valorizadas atualmente, conheça melhor essas ferramentas digitais de recrutamento, aumente sua rede de contatos e pesquise. Caso a vaga não seja para o seu perfil, compartilhe a oportunidade e aumente sua rede de contatos ajudando também outras pessoas que precisam.

Sobre o Autor

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *